Bomba

28/04/2014 17:05

Blairo, o perseguido

Seria engraçado, se não fosse pura ironia. O senador Blairo Maggi declara-se um homem "perseguido" pelo Ministério Público por conta do famoso escãndalo dos maquinários superfaturados. Perseguido seria se a roubalheira deslavada não tivesse ocorrido sob seu nariz. Tudo bem que não tenha sido ele o beneficiário da ladroagem, mas, na prática, por ser o Governo e os secretários envolvidos no esquema homens de sua inteira confiança, óbvio que a responsabilidade pelos crimes que eles praticaram contra a administração e o erário público são suas também. Não há, portanto, que julgar-se injustiçado com a coragem do MP de chama-lo à corresponsabilidade pelos mal feitos de seus homens de confiança. Ou não é um pai responsável pelo ressarcimento ao vizinho que teve sua janela quebrada por uma bola de futebol chutada pelo pirralho da casa ao lado?

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo