Cidades

03/12/2015 15:21

Governador e prefeito de Cuiabá discutem novos projetos de mobilidade urbana

Luciana Cury | GCom-MT

O primeiro projeto é a criação de uma rua que dará acesso ao novo Pronto Socorro de Cuiabá, em construção no bairro Ribeirão do Lipa. Esse projeto visa dar uma nova alternativa de acesso a região, que já nos dias atuais apresenta horários de congestionamento devido ao funcionamento de uma escola particular. Com o inicio das atividades do novo hospital público, a expectativa, segundo a prefeitura de Cuiabá, é que o fluxo de veículos dobre e consequentemente, seja necessária a criação de uma nova via.

Pela proposta apresentada ao governador, a intenção é interligar a rodovia MT-010, conhecida como estrada da Guia, com a via de acesso ao Centro de Eventos do Pantanal. O projeto inicial propõe construir duas avenidas: uma de 2,2 km, ligando a Avenida Bernardo Antônio de Oliveira Neto (que dá acesso ao Centro de Eventos) até a MT-010. E outra com a extensão de 1km, ligando o novo Pronto Socorro a nova avenida de acesso a estrada da Guia. “Queremos nos antecipar e impedir que a região onde o nosso novo hospital está sendo erguido fique congestionada e atrapalhe o acesso de ambulâncias e moradores que lá residem”, comenta o prefeito.

O outro projeto apresentado pela prefeitura de Cuiabá é o de recuperação das duas principais avenidas de Cuiabá: a Fernando Corrêa da Costa e a Rubens de Mendonça (avenida do CPA). Nessas duas vias, o canteiro central por onde passariam os trilhos do Veículo Leve sobre trilhos (VLT) está comprometido com buracos, vegetação e restos de construção da obra.

De acordo com Mauro Mendes no projeto inicial de implantação do VLT já estava definido que a área de passagem do Veiculo passaria por reparos. “Porém como existe esse impasse judicial em relação ao VLT, a nossa intenção é realizar o que já estava acertado no passado e fazer obras de recuperação de 100% dessas duas avenidas”, explica Mauro Mendes.

A intenção, segundo o secretário de Obras de Cuiabá, Marcelo Padeiro, é realizar reparos nos canteiros centrais, retirar os gelos baianos, refazer o meio-fio, e executar drenagem, inclusive em trechos críticos, como o do viaduto da Fernando Correa, onde a cada chuva ocorrem alagamentos. “Propomos ainda fazer nessas vias pinturas e sinalização na vertical e horizontal”, acrescenta o prefeito.

Para os dois projetos de estão previstos investimentos no valor de R$ 15 milhões, sendo R$ 5 milhões por parte da prefeitura de Cuiabá , e R$ 10 milhões de contrapartida do Governo do Estado. Como resposta a proposta, o governador Pedro Taques declarou que irá se reunir com o secretário de Infraestrutura, Marcelo Duarte, para realizar um estudo orçamentário e saber se o Governo do Estado terá recursos para promover as obras propostas.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo