Economia

EFEITOS DO GOLPE 10/08/2017 10:40

Golpe do Temer gerou 59,4 milhões de brasileiros com "nome sujo" no SPC

número estratosférico representa 39,3% da população que integra o mercado consumidor interno

Da Redação

Com Agência Brasil

A depressão econômica, o desemprego em massa, que atinge mais de 12 milhões de trabalhadores, e o arrocho salarial instalados no país após o golpe que colocou Michel Temer na Presidência da República segue fazendo estragos nos setores produtivos e na economia geral do Brasil. No mês de julho, foram registrados nada menos que 59,4 milhões de brasileiros no cadastro negativo do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC).

O número estratosférico representa 39,3% da população que integra o mercado consumidor interno. Em junho, a estimativa apontava a marca de 59,8 milhões de inadimplentes.

Os dados são do Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL) e foram divulgados ontem em São Paulo. Para as entidades, os números refletem as dificuldades que o cenário de desemprego elevado impõe às famílias.

Na variação anual do número de dívidas atrasadas, o indicador mostrou uma queda de 5,53%. O dado mostra que o número de dívidas tem recuado de maneira mais rápida do que o número de inadimplentes.

A estimativa de devedores vem se mantendo próxima ao patamar dos 59 milhões desde o segundo trimestre de 2016. O presidente da CNDL, Honório Pinheiro disse que o fato ocorre porque as dificuldades do cenário recessivo fazem crescer o número de devedores, mas a maior restrição do crédito e queda do consumo por parte das famílias, provocada pela própria crise, age limitando o crescimento da inadimplência.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo