Esportes

ESPORTE SEM LIMITES 28/09/2017 08:05

Alunos vivem experiência de praticar modalidades paralímpicas

Além da vivência, da participação dos estudantes nas modalidades paraolímpicas, os alunos puderam conversar com técnicos, paratletas e assistir a uma partida de demonstração.

Da Redação

Os alunos da Escola Estadual Governador José Fragelli, a Arena da Educação, participam nesta semana de uma série de atividades envolvendo os esportes paralímpicos por conta da semana da Pessoa com Deficiência (PCD). Até a próxima sexta-feira (29.09), os estudantes vão aprender e vivenciar modalidades paralímpicas, dentro do Projeto Esporte Sem Limites, desenvolvido pela Secretaria Adjunta de Esporte e Lazer de Mato Grosso (Sael/MT).

Nesta terça-feira (27.09), os estudantes conheceram o Goalball, modalidade desenvolvida exclusivamente para pessoas com deficiência visual. Conforme o coordenador de Fomento ao Esporte de Inclusão, Luiz Benedito Pinto Filho, além das peculiaridades da modalidade, os alunos puderam vivenciar como é para um paratleta uma disputa real.

“Montamos, no Ginásio Aecim Tocantins, uma quadra de Goalball, com as medidas oficiais e o uso da bola com guizo, e vendamos os estudantes. Isso fez com que eles sentissem na pele como é uma partida de Goalball”, explicou.

Para Artur Siqueira, de 12 anos, aluno do 7º Ano A, o Goalball foi uma grande novidade. “Nunca tinha ouvido falar deste esporte e gostei muito. Para participar é preciso ter uma audição muito boa para perceber a movimentação da bola e tudo fica ainda mais difícil por estarmos vendados”, salientou.

O estudante destacou que vivenciar a modalidade fez com que ele percebesse o quão difícil é para os paratletas. “Tem que ter muita concentração, muita audição e uma percepção do espaço bem grande. Foi muito difícil e pudemos ver que é bem difícil para eles”.

No Goalball, a quadra tem as mesmas dimensões das de vôlei (9m de largura por 18m de comprimento). As partidas são realizadas em dois tempos de 12 minutos, com 3 minutos de intervalo. Cada equipe conta com três jogadores titulares e três reservas. De cada lado da quadra, há um gol com 9m de largura e 1,30m de altura. Os atletas são, ao mesmo tempo, arremessadores e defensores. O arremesso deve ser rasteiro ou tocar pelo menos uma vez nas áreas obrigatórias. O objetivo é balançar a rede adversária.

A bola tem um guizo em seu interior para que os jogadores saibam sua direção. O goalball é um esporte baseado nas percepções tátil e auditiva, por isso não pode haver barulho no ginásio durante a partida, exceto no momento entre o gol e o reinício do jogo e nas paradas oficiais.

A Vivência Paralímpica do Projeto Esportes Sem Limites seguirá até esta sexta-feira (29.09). Além do Goalball, os alunos conhecerão o Futebol de 5, Vôlei Sentado, Tênis de Cadeira de Rodas, Tênis de Mesa, Judô e Basquete em Cadeira de Rodas.

Fonte: Governo de Mato Grosso


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo