Esportes

27/12/2017 09:15

Tenista de 54 anos disputa liderança do ranking em Mato Grosso

Inspirada em Serena Williams, Maria do Carmo está há 16 anos no esporte

Da Redação

A tenista Maria do Carmo Mendes disputou, em 2017, a liderança da Classe A feminina do ranking mato-grossense de tênis, palmo a palmo com Bárbara Almeida, vencedora em número de pontos. A categoria equivale à elite do esporte no Estado e chama atenção a diferença de idade entre as competidoras: Maria do Carmo tem 54 anos, enquanto Bárbara, 23.

“Eu não penso na idade. Quando eu entro na arena, eu entro para disputar de igual para igual”, disse Maria do Carmo.

Neste ano, o Circuito Estadual de Tênis de Mato Grosso, campeonato chamado Alt Brasil Master 2017, teve grande participação nas etapas femininas, com uma média de 150 competidoras por torneio. O circuito foi dividido em 12 etapas, que incluíram, além de torneios na capital, disputas em cidades como Sinop e Primavera do Leste.

“Me sinto muito feliz por isso, a presença das mulheres voltou a crescer depois de alguns anos em baixa”, afirmou. Maria do Carmo participou de dez etapas e foi campeã em uma delas. Na última, realizada no início de dezembro, em Cuiabá, a tenista acabou derrotada por Bárbara Almeida na final e ficou com o vice-campeonato.

Maria do Carmo está no tênis há 16 anos. Inspirada pela norte-americana Serena Williams, nos últimos anos, a tenista vem seguindo uma trajetória positiva, sempre se mantendo na elite do tênis mato-grossense, ano a ano se classificando para a etapa final, da qual participam as oito melhores classificadas.

Dificuldades

Mas nem tudo são flores quando se fala de uma prática esportiva de alto nível. Em 2010, uma lesão no ombro, com rompimento do tendão, fez com que a tenista ficasse afastada do saibro por um ano. As dores no braço já a acompanhavam há dez anos e pioraram com o tempo e o esforço realizado diariamente. “Eu pensava que se operasse não iria mais poder jogar”, revelou.

O medo da esportista se transformou em força para encarar a fisioterapia e os treinamentos, com reforço muscular, colocando-a de volta nas quadras em 2011. Frases como “sempre melhorar” e “não desistir nunca” saem da boca da Maria do Carmo com a naturalidade de quem encara o desafio de estar entre as favoritas, sempre com o espírito elevado. “Essa vontade é mais forte que eu”, afirma.

Maria do Carmo é competitiva. Antes da última etapa de 2017, a tenista fez diversas postagens em seu Instagram chamando as adversárias para a disputa e mostrando o treino - pesado - que a levaria até a final. Segundo ela, “uma provocaçãozinha”.

Apoio

O dia-a-dia é acompanhado pelo marido, Rosalvo, que apoia a tenista na prática esportiva com apoio moral. “Ele é o meu torcedor favorito”, destacou Maria sobre o companheiro de 31 anos. Rosalvo leva sua torcida organizada, inclusive, para as etapas no interior do Estado, ficando ao lado de Maria do Carmo em todos os torneios disputados por ela até hoje.

Os professores Antonio, do Círculo Militar, e Beto, da Cia. do Tênis, são responsáveis pelos treinamentos, realizados todos os dias. “Eles, inclusive, ajudam dando aquele puxão de orelha de vez em quando”, contou.

Vida de esportista

Maria do Carmo tem o esporte como parte de sua vida já há bastante tempo. Antes de se apaixonar pelo tênis, a esportista passou pelo judô e ainda pela natação. Deste último, aliás, ela fez profissão: além de tenista, Maria é professora de natação no Círculo Militar, em Cuiabá.

A vida no esporte ensinou a manter uma boa alimentação, horas regulares de sono, sempre fazer a devida preparação muscular e, ainda, fazer o check up anual para conferir se a saúde está em ordem.

Com o fim do circuito deste ano, a tenista agora deve diminuir o ritmo dos treinos, mas já pensa no futuro. “A partir de fevereiro começa tudo novamente”, revelou.

Fonte: O Livre
 
 


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo