Esportes

UFC 19/01/2018 11:33

Lutador que enfrentaria Belfort, narra terror que o fez desistir de luta

GD

O cancelamento "em cima da hora" da luta de Vitor Belfort contra o jamaicano Urian Hall no UFC St. Louis, no fim de semana, frustrou fãs e mais ainda o próprio brasileiro, que faria sua aposentadoria oficial neste combate. A informação oficial foi a de que o jamaicano teve problemas antes da pesagem e sequer compareceu à tomada de peso.

Ele contou que foi direto para o hospital por causa de uma convulsão e um princípio de infarto, além de problemas com os rins - e viu surgirem até mesmo "fofocas" de que ele teria desistido da luta por não se sentir em condições de enfrentar Belfort. Além disso, o príoprio chefe do UFC, Dana White, teria criticado o jamaicano porque ele teria sido visto em uma boate, nas vésperas do combate.

Hoje, Hall foi às redes sociais contar o que chamou de "terror" nos momentos que antecederam à luta, quando passou mal e teria ignorado sinais do corpo de que não estava bem de saúde. Ele também desmentiu a informação de que esteve numa boate.

"Sei que existe muita falta de comunicação sobre o que está acontecendo. As pessoas acham que eu caí fora. Foi mais difícil esse processo (de corte de peso) do que normalmente, porque as lesões que tive não me permitiram cortar o peso direito. Eu negligenciei minha segurança e minha saúde, o que foi a coisa mais idiota a se fazer e nunca farei isso de novo", disse Hall. "Para esclarecer algumas coisas, ouvi que fui a boates em Los Angeles, não levei o meu treinamento a sério e que não segui as orientações, por aí vai. São especulações. O médico me disse que mesmo que eu cortasse o peso, provavelmente morreria no dia seguinte", afirmou o jamaicano.

E ele continuou: "foi a experiência mais dramática que já tive. Estava consciente e inconsciente. Sabia o que estava acontecendo, mas estava lutando com aquilo. Acho que tive uma pequena convulsão e um princípio de infarto, ao mesmo tempo. Meus rins não estavam bem. Como disse, foi uma lesão que eu ignorei. Meu corpo não respondeu como deveria".

No fim do vídeo, Hall aproveitou para pedir desculpas a Belfort, que repentinamente ficou sem adversário e ainda não "cravou" a aposentadoria - não se sabe se o brasileiro, agora, fará uma despedida oficial do UFC. "As m... acontecem", afirmou Hall.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo