Geral

MOBILIDADE 13/03/2018 09:07

Viadutos na Avenida das Torres e na Beira Rio devem ser construídos ainda este ano

Obras estruturantes para os 300 anos de Cuiabá, os projetos da Prefeitura de Cuiabá projetam os viadutos para as rotatórias das Avenidas Érico Prezza e Av. das Torres no Jardim Itália e da Beira Rio com a Av. Tacredo Neves no bairro Praieirinho

Da Redação

Como parte das obras estruturantes de preparação de Cuiabá para o seu tricentenário, que será comemorado em abril de 2019, a prefeitura da capital planeja construir mais dois viadutos a fim de desafogar os tráfego em duas das mais importantes avenidas da Capital. Os projetos devem ser erguidos nos bairros Praieirinho, na Avenida Beira Rio, e no Jardim Itália, na Avenida das Torres.

Apenas as obras de arte e engenharia dos dois viadutos, segundo o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, estão orçadas em R$50 milhões. Para o prefeito, os viadutos são as mais econômicas e funcionais soluções para desafogar os gargalos existentes hoje nas rotatórias das avenidas das Torres com a Érico Prezza e da Tancredo Neves, que dá acesso direto à Ponte Sérgio Motta, com a Beira Rio, que liga a região do Coxipó ao bairro do Porto.

Ainda segundo Emanuel Pinheiro, nestas regiões os motoristas enfrentam grandes congestionamentos o dia todo, com a situação apresentando picos no início da manhã, horário de almoço e no fim da tarde, criando um efeito dominó que afeta o tráfego em toda a região do entorno. Um problema que vem se arrastando há quase uma década e que se agrava ano após ano com o crescimento da região metropolitana de Cuiabá.

“Na avenida Beira Rio com a Tancredo Neves, chega quatro horas da tarde você não anda mais. Tem trânsito de todos os lados. Para este ponto, o prefeito Emanuel Pinheiro já tem um projeto de colocar um viaduto. No horário de pico nós temos pessoas indo para o trabalho, faculdades e diversos outros pontos. É uma importante ligação de Cuiabá com Várzea Grande”, acrescentou o secretário de Mobilidade Urbana (Semob), Antenor Figueiredo.

O secretário da Semob também destacou a importância e urgência da intervenção na das avenidas que cortam o bairro Jardim Itália, uma região tomada por condomínios de alto padrão e cujas avenidas escoam o tráfego entre a região leste e sul da capital. "No cruzamento das avenidas da Torres com a Érico Prezza o trânsito fica caótico nos horários de pico. É um desrespeito com quem mora na região. Precisamos melhorar e muito. Por isto, já fizemos um projeto para colocarmos uma trincheira neste local. O custo também será de R$ 25 milhões”, diz Figueiredo.

CONTORNO LESTE

Além disto, o prefeito também pretende concluir o Contorno Leste, que é o mais ambicioso projeto de Emanuel Pinheiro: “Ele irá margear o rodoanel. Sairá do Distrito Industrial e cortará a Avenida das Torres, Osmar Cabral, Del Rey, Liberdade, Doutor Fábio e seguirá até a [Rodovia] Emanuel Pinheiro, que liga Cuiabá a Chapada, onde vamos emendar com a MT-030, levando para a região da Guia e o Norte do Estado. Ao todo, serão 17,3 km”. O orçamento feito pela prefeitura estimou que o custo seria de R$ 82 milhões.

(Com informações do Olhar Direto e CuiabáMT300)


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo