Geral

GRIPE SUÍNA 26/04/2018 10:29

H1N1 causou morte de professora em Sorriso

A Prefeitura confirma morte de professora Camila Ramos de Souza se deu mesmo por contaminação com o virus da gripe H1N1

Da redação

A Secretaria de Saúde e Saneamento de Sorriso (420 km ao norte de Cuiabá) confirmou o resultado positivo para a Influenza A tipo H1N1 na professora Camila Ramos de Souza, 29, que morreu no último dia 15.

Após ter ido 5 vezes à Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e ser diagnosticada com gripe comum, a mulher deu entrada no Hospital Regional com diagnóstico de pneumonia bacteriana após ser encaminhada por um hospital particular.

Internada, o quadro de saúde da professora se agravou rapidamente resultando em sua morte. Por conta da agressividade da doença a equipe médica desconfiou na possibilidade da gripe H1N1 e realizou a coleta de amostras para os exames que confirmaram as suspeitas.

Este é o 3º caso de influenza confirmado no Estado. O 1º foi registrado em Cuiabá, onde outros 5 casos suspeitos aguardam resultados de exames. Na última segunda-feira (23), exames confirmaram que a morte de uma mulher em Tangará da Serra (236 km a médio-norte), foi em decorrência do vírus Influenza B. Naquele município existem outros 4 casos em investigação.

Em Várzea Grande, outros 2 casos também são investigados. Entre eles o de uma mulher que morreu durante internação na Unidade de Terapia Intensiva, onde estava isolada, no Pronto-Socorro do município, e outro de um homem que estava internado.

Em todos os casos suspeitos de influenza, as equipes coletam materiais nos pacientes e enviam ao laboratório do Estado para realização de exames para confirmar ou descartar o vírus. Os resultados demoram até 30 dias para ficar prontos.

Campanha de vacinação

A Campanha Nacional de Vacinação contra influenza iniciou nesta segunda-feira (23) e segue até 1º de junho. Segundo o Ministério da Saúde, a vacina previne contra 3 tipos de influenza: influenza A H1N1, influenza A H3N2 e Influenza B. No 1º momento deverão ser atendidos o grupo prioritário onde estão inseridos idosos, gestantes, crianças entre seis meses e 5 anos de idade, trabalhadores da saúde, professores, indígenas, adolescentes e presidiários.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo