Nacional

PERSEGUIÇÃO EM CURSO 02/07/2019 13:52

Sérgio Moro teria acionado PF para fazer devassa contra Gleen Greenwald

Site da extrema direita publica nota "avisando" que a Polícia Federal acionou o COAF para levantar a vida financeira do jornalista que vem desmoralizando Sérgio Moro e a Lava Jato

Da Redação

O ministro Sérgio Moro pode ter perdido de vez o controle e dado vazão à seu desejo de vingança contra o jornalista Glenn Greenwald que vem denunciando as condutas ilegais do ex-juiz. O (ainda) ministro da Justiça teria acionado o aparato da Polícia Federal, subordinado ao seu ministério, para iniciar uma perseguição policial e jurídica ao jornalista do site The Intercept Brasil. Por ordem do ex-juiz, a PF requereu ao COAF uma devassa na vida financeira do norte-americano.

A investigação  pelo COAF sobre as movimentações financeiras de Greenwald foi anunciada em uma nota do site O Antagonista, principal porta voz da extrema direita e da Lava Jato na internet.

A nota foi publicada as 13:30, exatamente meia hora antes do horário marcado para o início da audiência na Câmara Federal em que Sérgio Moro tentará justificar aos deputados seu comportamento corrupto, ilegal e anti-ético na condução da Força Tarefa da Lava Jato.

O deputado federal Wadi Damous (PT-RJ) amplificou a informação ao reportar o fato em seu twiter. O parlamentar alertou que, se confirmada a informação, Moro ou outra autoridade que por ventura tenha dado a ordem para a PF e o COAF investigarem as contas bancárias de Gleen Greenwald pode ser enquadrado por improbidade administrativa, já que o caso se configuraria em flagrante de abuso de autoridade e uso do aparelho estatal para perseguição de terceiro, adversário político ou desafeto pessoal.

O próprio jornalista Glenn Greenwald reagiu ao twiter dizendo que Moro e os procuradores corruptos da Lava Jato já não se preocupam mais em esconder suas atitudes abusivas para retaliar quem os critica e denuncia.

 

 


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo