Pauta Agro&Business

AGRICULTURA FAMILIAR 30/01/2018 07:30

Agricultura familiar colhe resultados e se potencializa na zona rural

Modernização, parcerias e investimentos na formalização, Secretaria apoia iniciativas e realiza ações no cinturão verde

Da Redação

O secretário de Agricultura, Trabalho e Desenvolvimento Econômico Vinicius Hugueney acompanhado pelo engenheiro agrônomo Reginaldo Lemos esteve na semana passada  (23) no Assentamento 21 de Abril, para acompanhar o resultado e ver a potencialidade das hortaliças cultivadas em ambiente protegido, na propriedade rural do casal de agricultores Lucindo e Therezinha da Cruz.

A visita faz parte das ações implantadas pela pasta que pretende estar cada vez mais próxima dos pequenos produtores, dando oportunidade, trazendo informação e levando essas informações para a população, atuando como parceira para promover a comercialização e o aumento da renda dessas famílias. A determinação do Prefeito Emanuel Pinheiro é de que a pasta traga  melhorias de forma efetiva para as famílias que fazem do campo o seu sustento de cada dia.

A função da Secretaria de Agricultura do município é atuar como um facilitadora para a qualificação dessas pessoas, por meio da assistência técnica dos seus engenheiros agrônomos, fazendo a mediação entre órgãos, como a Empresa Mato-grossense de Pesquisa, Assistência e Extensão Rural (Empaer), a Companhia Nacional de

Abastecimento (CONAB) e Ministério da Agricultura, além de orientações de financiamento e, ainda ajudá-los a sair da informalidade.

Conforme disse o secretário Vinicius Hugueney, a prefeitura vem atuando em várias frentes da agricultura familiar e junto aos pequenos produtores, para ajudá-los a comercializar seus produtos, por meio de programas como o  PAA - Programa de Aquisição de Alimentos e o  PNAE - Programa Nacional de Alimentação Escolar. Também deverá ser instalado na Central de Abastecimento de Cuiabá (CAC), o Galpão do Produtor. E investimentos em qualificação e tecnologia.

“Para realizarmos tudo isso, temos nos inspirados em pessoas como o senhor Lucindo e a Dona Thereza que tem força de vontade, buscam conhecimento e parceiros no banco para poder fazer investimento. Então, a gente tem mesmo que apoiar, valorizar e dar de incentivo a eles, formalizá-los através do MEI (Micro Empreendedor Individual) e assim, ajudá-los a atuar cada vez melhor, no seu ramo”, ressaltou o secretário.

O município de Cuiabá conta com aproximadamente 12 mil pessoas na zona rural, número que representa 2% da população de Cuiabá. Essa zona rural tem em torno de 46 a 50 comunidades com associação de produtores, resultando em cerca de 3 mil famílias. No caso do “Assentamento 21 de Abril”, a  área totaliza  2.600 hectares e é dividida em 160 lotes, com 120 famílias assentadas. A produção  está concentrada em aves, suínos, caprinos e principalmente a produção frutas, legumes e hortaliças como milho, abóbora, berinjela, batata doce, melancia e outras.

Segundo o engenheiro agrônomo Reginaldo Lemos, iniciativas como as do seu Lucindo e da Dona Therezinha fortalecem as ações do poder público, no sentido de que por iniciativa própria, trocou investimentos por tecnologia aumentando a sua produtividade, fazendo com que ele não precise contratar tanta mão de obra. “Qualquer processo com alta tecnologia, você precisa de menos mão de obra. Aumentando a produtividade, aumenta a renda, às vezes até diminui a área plantada, mas faz com que a mão de obra que ele tem atenda suas demandas. Ao poder público fica a parte de amparar e buscar oferecer condições para encaixá-los no comércio cuiabano”, conclui o Reginaldo.

O cultivo hidropônico (cultivo na água) permite o consumo com menos resíduo de agrotóxico na planta. Permitindo produzir hortaliças folhosas em grande escala. Atualmente sua produção está introduzida em uma área de 2.400 metros quadrados de estufa, onde estão sendo plantadas, alface americana, crespa, roxas e rúcula. Em um investimento total de R$ 160 mil reais, com projeto realizado pela Empaer.

Para o casal de agricultores, que também foi comtemplado com o Kit de irrigação, esta colheita representa uma conquista de 15 anos de muito trabalho. “Nós conhecemos o

Reginaldo há muito tempo, mas é a primeira vez que a prefeitura de Cuiabá vem ver de perto o que a gente está plantando. E também é a primeira vez, que temos contato direto com um secretário da prefeitura de Cuiabá, e esse moço já esteve aqui várias vezes para saber o que a gente estava precisando. Fazer uso da hidroponia está sendo muito bom pra nós, que não temos quase ninguém para ajudar no plantio e na colheita. Queremos agora ir à cidade, abri nossa firma pra poder tirar nota e poder vender também para supermercados, feiras e mercadinho”, conclui Dona Therezinha.

Apesar de eles estarem comercializado seus produtos apenas com a ajuda da Companhia Nacional de Abastecimento-CONAB, e por conta da falta da sua formalização, eles tem obtido uma renda de entrorno de 5 mil reais, por mês.

Fonte: Prefeitura de Cuiabá


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo