Polícia

DESENTENDIMENTO 05/01/2018 10:21

Indígenas saem da aldeia para tomar cerveja na cidade e um mata o outro

GD

Dois indígenas da etnia Rikbaktsa saíram da aldeia onde moram para tomar cerveja na cidade, em Castanheira (779 Km a Noroeste de Cuiabá), mas se desentenderam e um matou o outro.

V.T. levou uma paulada na cabeça de C.M.R., de acordo com notícia que repercutiu nesta sexta-feira (5) no site Juína News.

As informações são de que ambos saíram de moto da aldeia e Vando passou no banco para sacar o salário. Depois, eles foram para o bar e começaram a ingerir bebida alcoólica. Após consumirem uma caixa de cerveja, seguiram para outro bar para comprar mais bebida.

De acordo com o Juína News, a confusão começou quando C. não aceitou parar de beber e queria obrigar V. a gastar todo o dinheiro do salário. Chegou a tomar a carteira do colega. A dona do estabelecimento interferiu na confusão e o obrigou a devolvê-la.

Por insistência da colega, V. comprou mais cerveja para levar à aldeia. Quando chegaram lá, discutiram e C. pegou um pedaço de madeira desferindo ao menos três golpes contra a vítima.

V. foi socorrido, mas morreu no hospital no dia seguinte.

A princípio, o acusado contou que tinham sofrido um acidente, mas, pressionado pela própria comunidade indígena, confessou à polícia que mentiu com medo de represálias.

Em depoimento, disse ainda que não pegou dinheiro de Vando e que cometeu o crime por estar bêbado. Disse também que se arrepende do que fez.

O Rikbaktsa está preso e vai responder por homicídio.

A etnia tem histórico de boa convivência na região com não-índios e o caso de violência e bebedeira gerou estranheza na região.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo