Polícia

31/01/2018 12:05

DHPP cumpre mandados de prisão contra coautor da morte de Major

Da Redação

A Polícia Judiciária Civil, por meio dos trabalhos desenvolvidos pela Delegacia de Homicídio e Proteção à Pessoa (DHPP) deu cumprimento a três mandados de prisão preventiva, na terça-feira (30). As ordens judiciais tiveram como alvo um criminoso envolvido na morte do major da Polícia Militar Claudemir Gasparetto, em 2014. 

Os mandados foram cumpridos em desfavor de Vagner Raimundo Francisco dos Santos Queiroz, reeducando da Penitenciária Central do Estado (PCE), pela prática de dois roubos em Coxim (MS) e um em Cuiabá. Ele já possui condenação anterior  por roubo.

Latrocínio

"Apesar de não ter relação direta com a morte do major, os mandados demonstram o grau de periculosidade do suspeito, apontado como um dos autores da morte do policial militar", explica a delegada à frente do caso, Alana Cardoso.

As investigações demonstraram ainda, segundo a delegada, que o major teria sido  vítima de um latrocínio (roubo seguido de morte). 

O inquérito policial que apura autoria e circunstâncias da morte de Gasparetto esta na reta final de conclusão dos trabalhos. Nas próximas semanas o resultado será apresentado à sociedade, bem como a identidade de comparsas de Vagner no crime, além de demais detalhamentos da investigação.

O caso

O crime ocorreu no dia 18 de fevereiro de 2014, em Várzea Grande. O major Claudemir Gasparetto foi morto com cinco tiros no momento em que chegava em casa, no bairro Planalto Ipiranga. O oficial foi alvejado por criminosos que estavam em um automóvel EcoSport, vermelho. 

Fonte: PJC-MT


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo