Polícia

AMEAÇA DE FACÇÕES 23/03/2018 09:15

Ataque à sindicato de agentes prisionais foi filmado por câmera de segurança

A sede do Sindispen-MT foi atacada na manhã desta sexta-feira com vários tiros disparados na sua fachada por homens que estavam em veículo prata

Da Redação

Imagens gravadas do circuito interno de segurança do Sindicato dos Agentes Penitenciários de Mato Grosso (Sindispen-MT), já começaram a circular nas redes sociais e mostram o momento quando um suspeito passa em um carro e atira várias vezes contra a sede do sindicato por volta das 6h, desta sexta-feira (23), no bairro Morada da Serra, em Cuiabá.

De acordo com as imagens, o motorista estava em um Chevrolet Prisma prata. Ele passa em baixa velocidade na frente da sede, saca a arma da cintura e atira.

Minutos depois, outros 7, que supostamente são agentes saem de dentro do sindicato com várias pistolas e até metralhadora. Conforme uma fonte do Gazeta Digital, a ordem para que os agentes ficassem no sindicato foi dada pelo diretor da Penitenciária Central do Estado (PCE), após divulgação e repercussão das ameaças.

Conforme a assessoria do Sindispen, 10 marcas de tiros de pistola foram encontradas na fachada do sindicato.

Por enquanto, a polícia ainda não identificou os suspeitos. Porém, as imagens já foram entregues à Polícia para ajudar na identificação. No momento da ação dos suspeitos, alguns dos servidores estavam na sede, porém ninguém se feriu. (Veja o VIDEO AQUI).

Já na noite de quinta-feira (22), a casa do agente penitenciário L.M.A, lotado no Setor de Operações Especializadas (SOE), foi 'metralhada' no bairro Nova Conquista, em Cuiabá.          

De acordo com informações da Polícia Militar, ao menos 10 marcas de tiros de pistola 9 mm foram encontradas na casa do servidor. Além do agente, também estava na residência a mãe dele que tem 70 anos. Apesar dos disparos, ninguém ficou ferido e até o momento não houve identificação dos criminosos.

A ação dos suspeitos ainda não foi esclarecida pelas autoridades, porém a ação dos criminosos chama atenção porque pode ser represália por conta da morte do preso Jesuíno Cândido da Cruz Júnior, que era integrante do Comando Vermelho. Vários áudios circularam em grupos de Whatsapp onde integrantes da facção criminosa ameaçam a matar agentes. 


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo