Política

SEFAZ 17/06/2016 08:42

Taques é obrigado a antecipar reforma com saída de Brustolin da Sefaz

Paulo Brustolin ficou um ano e meio à frente da Sefaz e sua exoneração não era esperada pelo Palácio Paiaguás. Esta é a oitava alteração no primeiro escalão do governo de Pedro Taques (PSDB)

Alexandra Lopes

Da Redação

 

O secretário de Estado de Fazenda (Sefaz), Paulo Brustolin, pediu demissão do cargo e deixará o governo Pedro Taques (PSDB). Quem assumirá a Pasta será Seneri Paludo, que comanda, atualmente, a Secretária de Desenvolvimento Econômico. Paludo deve assumir já a partir da próxima segunda-feira.

"Tenho três propostas em outro lugar na iniciativa privada, mas vou para os EUA em julho fazer um curso em gestão", disse Brustolin, justificando sua saída.

“Hoje, passados 18 meses de intenso trabalho, entrego as finanças do estado de Mato Grosso sob controle – com redução financeira da máquina, revisão de custos e contratos, dívidas renegociadas, pagamentos em dia para as prefeituras, controle da arrecadação e retomada de investimentos, ciente de que contribuí com toda a minha energia para um Estado de Transformação”, diz trecho da nota enviada à imprensa. O governador Pedro Taques (PSDB) comentou sobre o pedido de exoneração, destacando quais serão os rumos da Sefaz.

“Paulo Brustolin teve papel essencial na efetivação de uma política econômica austera e responsável. Cuidou da chave do cofre do Estado com responsabilidade para que as finanças públicas estivessem equilibradas em meio à forte crise econômica que atinge o Brasil. Conseguimos, com trabalho e planejamento, pagar as dívidas que estavam pendentes e manter os salários rigorosamente em dia. Agora, Seneri assume a Pasta com o objetivo de dar continuidade ao trabalho e terá papel fundamental para ajudar o governo de Mato Grosso a continuar a honrar seus compromissos e ao mesmo tempo fazer novos investimentos”, Com isso, esta é a oitava mudança na equipe do governo Taques. No Meio Ambiente, Ana Pertelini deixou a secretaria e o vice-governador Carlos Fávaro assumiu. Na Segurança Pública, Mauro Zaque foi substituído por Fábio Galindo. Hoje, a Pasta está sob o comando de Rogers Jarbas. Já na Educação, Perminio Pinto, que saiu depois da operação Rêmora, foi substituído por Marcos Marrafon, que assumiu na sequencia. Na Saúde, Marco Aurélio Bertúlio foi substituído por Eduardo Bermúdez. O coronel PM Ribeiro Leite, que chefiava a Casa Militar, também deixou o cargo. Quem assumiu foi o coronel PM Benedito Siqueira Júnior. Como Marco Marrafon teve que assumir a Secretaria de Educação, o servidor de carreira e coordenador da Câmara Fiscal, José Bussiki, assumiu interinamente a Secretaria de Estado de Planejamento (Seplan).

Paulo Brustolin atua há 20 anos, justamente nas áreas de administração, planejamento estratégico e financeira. Recentemente, esteve presente nas discussões acerca do pagamento da tão falada Revisão Geral Anual (RGA). Informações de bastidores dão conta de que no ano passado Brustolin já indicava sua saída, visto que chegou a entregar o cargo ao governador, mas somente na tarde de ontem (16) a decisão foi tomada de forma definitiva.

(Fonte:Diário de Cuiabá)


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo