Política Estadual

ANO LEGISLATIVO 02/02/2018 13:15

Botelho abre ano legislativo falando em desafios e lutas para os deputados

Botelho considera que este será um ano de muito trabalho e grandes desafios para o parlamento estadual em função das eleições e da crise financeira que o Governo do Estado atravessa

Da Redação

Pressionado pelos deputados a endurecer o discurso contra o Governo do Estado por conta da retenção do duodécimo e, principalmente, pelo não pagamento das emendas parlamentares impositivas, o presidente da Assembleia Legislativa de Mato Grosso, deputado Eduardo Botelho (PSB), oficialmente o primeiro semestre legislativo na manhã desta sexta-feira, 02, em sessão solene.

O parlamentar lembrou em seu discurso que este será um ano de grandes desafios para o parlamento estadual e de embates políticos já que a maioria dos deputados vão estar na disputa pela renovação de seus mandatos.

“Gostaria de destacar alguns dos temas que julgo extremamente relevantes ao estado. Ainda que alguns estejam ansiosos para precipitar 2018, afinal, é ano de eleição, é oportuno sublinhar que temos uma agenda de votações importantes pela frente”, destacou o presidente, ao agradecer o empenho dos colegas deputados e servidores.

O parlamentar também convocou uma sessão especial para a próxima terça-feira (6), com as presenças dos presidentes dos poderes constituídos e do governador Pedro Taques (PSDB). Sessão em que será lida a mensagem do Poder Executivo sobre as metas para 2018.

Botelho citou a importância da união de forças para o enfrentamento da luta para atender as demandas da população e superar as limitações econômico-financeiras do estado, uma batalha que ele reputa ser "as vezes espinhosa e até injusta", mas da qual os deputados tem que enfrentar na busca de soluções em benefício da sociedade mato-grossense.

Dentre os desafios, Botelho listou questões importantes nas áreas social, ambiental, saúde, indústria, comércio, fiscalização, agronegócio e agricultura familiar. “Vamos lutar com todas as forças para cumprir os propósitos pelos quais a sociedade mato-grossense nos conduziu a este posto”, concluiu.

Leia abaixo o discurso do presidente da ALMT na reabertura dos trabalhos legislativos de 2018.

Veja a íntegra do discurso:

 É com satisfação e boas expectativas que tenho a honra de reabrir os trabalhos da Assembleia Legislativa do estado de Mato Grosso nesta quarta sessão da 18º legislatura. Gostaria de destacar alguns dos temas que julgo extremamente relevantes ao estado. Ainda que alguns estejam ansiosos para precipitar 2018, afinal, é ano de eleição, é oportuno sublinhar que temos uma agenda de votações prementes pela frente. 

Mas antes quero agradecer os servidores, nossos parceiros do dia a dia, pelo prestativo e significante trabalho do ano que passou. Não foi um ano fácil. Sem vocês seria impossível.

 Não posso deixar de falar dos colegas deputados e de seus esforços e empenho na caminhada diária. A luta é muitas vezes espinhosa e até injusta, mas nunca deixaram de atender nossos chamados para que encontrássemos soluções e resolvêssemos situações para o bom andamento e celeridade dos nossos trabalhos sempre com vistas ao beneficio da sociedade mato-grossense. 

Quero destacar também as alterações físicas e funcionais que foram feitas internamente na Casa para melhorarmos a qualidade do trabalho e dar presteza a sociedade.

 Em 2017 trabalhamos incansavelmente e exercermos nesta Casa algo em torno de 1.100 discussões e votações para aprovação de projetos de leis, PECs e resoluções, algumas já entraram em vigor, outras ainda estão em diferentes fases de votação com perspectiva de aprovação para agora em 2018. Tudo isso com o intuito de beneficiar as pessoas do estado de Mato Grosso. Foram 170 Leis ordinárias, 20 Leis complementares, 561 resoluções, dois decretos legislativos e cinco emendas constitucionais.

 Mas agora é 2018. E como já frisei, um ano curto em virtude do processo eleitoral. As demandas são muitas, temos muito por fazer pelo povo de nosso estado. Aqui quero pedir licença para citar um trecho bíblico que gosto muito, foi quando Jesus percorria cidades e aldeias e ali ensinava em suas sinagogas, proclamando a Boa Nova do reino e curando toda doença e toda enfermidade. Vendo as multidões, tomou-se de compaixão por elas, porque estavam exaustas e prostradas como ovelhas sem pastor. Então diz aos seus discípulos: 'A messe é grande, mas os operários são poucos' (Mateus 9,35-38). Muitas vezes nos aqui sentimos assim, o trabalho é muito e os dias são poucos os recursos são poucos para atender todas as demandas. 

Neste ano temos questões importantes nas áreas social, ambiental, saúde, indústria comércio e fiscalização, agronegócio e agricultura familiar, dentre outras. Não fugiremos a nossa responsabilidade, vamos lutar com todas as forças para cumprir os propósitos pelos quais a sociedade mato-grossense nos conduziu a este posto. 

Empresto aqui uma frase dita pelo dr Ulisses Guimarães no ato da promulgação da constituição brasileira em 1988, “A história nos desafia para grandes serviços, nos consagrará se os fizermos, nos repudiará se desertarmos”. Esta casa não vai fugir de sua responsabilidade, Não seremos repudiados, nós vamos fazer. 

Concluo pedindo a proteção divina e as bênçãos de Nosso Senhor Jesus Cristo para que nos de sabedoria, inteligência e capacite-nos para esta jornada. Declaro aberto o ano legislativo desta assembleia estadual, obrigado a todos.

 


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo