Turismo

22/05/2014 15:52

Prefeitura de Cuiabá busca alternativa para hospedar turistas da Copa

Da Redação
Com Assessoria

As autoridades do setor turístico na capital estão preocupadas com a falta de alternativas para abrigar todos os turistas que virão à Cuiabá para assistirem a partidas da Copa do Mundo de Futebol. O déficit na rede hoteleira da região metropolitana é de mais de 12 mil leitos, segundo estimativa da Fifa.

Com a recusa das universidades pública e privadas em abrir seus campi para receber os turistas, as secretarias de Turismo de Cuiabá, do Estado e a Secopa ficaram se outra opção que não seja a de convencer a população a ampliar a adesão ao programa "Cama e Café", abrindo suas casas e apartamentos para hospedar turistas por alguns dias ou por temporada.

O aluguel por temporada é uma das formas de hospedagem alternativa que vem sendo divulgadas pela Prefeitura de Cuiabá hoje. Segundo o secretário municipal de Turismo, Marcus Fabrício, a intenção é garantir que o déficit de 12 mil leitos no município seja superado com hospedagens em casas de moradores, áreas de camping em chácaras, motéis e escolas. ?Com estas formas de hospedagem alternativa, a expectativa é de que tenhamos 15,8 mil leitos além dos disponíveis pela rede hoteleira, superando o déficit em Cuiabá?, disse.


"Invasão" Chilena - Conforme o secretário, o jogo Chile e Austrália, no dia 13 de junho, receberá a maior quantidade de turistas e a expectativa é de que 34 mil estrangeiros, sendo 20 mil chilenos, venham à Capital nos dias próximos ao jogo.

?Grande parte dos chilenos virão por via terrestre, com ônibus, carros e motor homes, esta estratégia criará uma nova rota turística que trará à Cuiabá e cidades do entorno. Receber bem estes turistas fará com que eles queiram voltar outras vezes para conhecer melhor a região. Daí a nossa preocupação em garantir acomodações para todos?, destacou Marcus Fabrício.

Improviso - Por falta de planejamento e da lentidão das ações dos governos Federal, Estadual e Municipal, e devido a desconfiança da iniciativa privada em relação à realidade do mercado de hotelaria pós-copa, a expansão da oferta de leitos em hotéis ficou muito abaixo do desejado.

Com todos os investimentos feitros, a capacidade da rede hoteleira da grande Cuiabá é de apenas 23 mil leitos. O programa "Aluguel de Temporada" recebeu oferta de 3 mil leitos e o "Cama e Café" obteve oferta de 1.500 vagas. Ambos são administrados pelo Governo do Estado e as inscrições ainda podem ser feitas pelos respectivos sites.

Também estão disponíveis os cadastros do portal de hospedagem Airbnb.com, conhecido mundialmente, cuja expectativa é de garantir de 3 a 6 mil leitos. Em Cuiabá, 536 imóveis já estão cadastrados e as inscrições ainda podem ser feitas nos três shoppings (Goiabeiras, Pantanal e 3 Américas).

Além do cadastro de imóveis, áreas de campings em chácaras disponibilizaram 2.300 vagas e os motéis possuem 500 leitos disponíveis. ?Em último caso, também estamos trabalhando com acomodações em escolas e igrejas que possuam infraestrutura para atender aos turistas. Serão mais 5.500 leitos?, contou o secretário.

Os turistas poderão obter informações sobre as formas de hospedagem junto aos Centros de Atendimento ao Turista (CATs), que estão localizados na Rodoviária, Praça Rachid Jaudy, Aeroporto Marechal Rondon e Museu do Rio, além da Arena Cultural, Arena Pantanal e FIFA Fan Fest.

versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo