Turismo

04/11/2015 18:37

Autoridades e empresários discutem estratégias para fortalecer o turismo

EVELYN RIBEIRO / SECOM-CUIABÁ

Representantes do município, Governo do Estado, Superintendência do Desenvolvimento do Centro-Oeste (Sudeco), e empresários do trade turístico se reuniram nesta quarta-feira (04), no Palácio Paiaguás, para discutir as principais demandas e formular propostas que fortaleçam o turismo e a economia no Estado.

O secretário-adjunto de Turismo de Cuiabá, Jefferson Moreno, destacou a dificuldade na coleta de informações e frisou a necessidade de se fazer um trabalho em conjunto para alimentar o banco de dados que auxilie os estudos e formulação de políticas públicas.

“Recentemente entregamos um plano de desenvolvimento ao Ministério do Turismo, visando pleitear recursos para as ações do município. Reconhecemos que ainda não é o suficiente, mas foi dado um grande passo para começarmos a traçar o perfil do turismo local”, disse Moreno, que representou na reunião o secretário de Cultura, Esporte e Turismo, Alberto Machado.

Neste sentido, o professor e pesquisador da Universidade Federal de Mato Grosso Einstein Lemos de Aguiar apresentou uma plataforma digital denominada “Observatório do Turismo de Mato Grosso”.

A ferramenta ainda é um protótipo, porém, poderá armazenar informações gerais e dados estatísticos de atendimento e serviços em hotéis, bares, restaurantes e pontos turísticos, assim como a identificação dos viajantes que têm optado em conhecer as cidades do Centro-Oeste.

“Discutimos muito sobre o assunto e pretendemos fazer de tudo para que o projeto seja um sucesso. O turismo é o segmento mais promissor do mundo todo”, afirmou o professor.

Durante a reunião também foram discutidas questões como agronegócio, Fundo Constitucional de Financiamento do Centro-Oeste (FCO), capacitação de guias e internacionalização do Aeroporto Marechal Rondon, apontada pelo superintendente do Sebrae, José Guilherme.

“Não podemos nos conformar apenas com turistas brasileiros. Nossa intenção é provocar o mercado sul americano, não somente em eventos como a Copa do Mundo e Jogos Olímpicos. Deixamos de receber mais pessoas do Chile, Colômbia e Peru, porque não há linhas áreas diretas”, ressaltou o superintendente do Sebrae.

De acordo com Cleber Ávila, superintendente da Sudeco, é preciso dar melhores condições tanto para quem vive na cidade como para quem está apenas visitando.

Além da articulação de parcerias, o fomento do setor também é composto por projetos de infraestrutura, ampliação na oferta de produtos e serviços e fortalecimento das cadeias produtivas.

“Mato Grosso é um destino forte. A produção agropecuária tem atraído muitos investimentos e o nosso entendimento é fazer um jogo de ganha-ganha, para que o turista venha e volte satisfeito, mas que o principal beneficiado com os investimentos seja o morador”, concluiu Ávila.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo