Weather for the Following Location: Cuiaba map, Brazil

13 de abril de 2024 11:20 pm

Bolsonaro é ignorado em posse de Alaxandre de Moraes no TSE

Era visível nas expressões de Jair Bolsonaro o seu constrangimento por ser ignorado pelos presentes que tietaram abertamente o ex-presidente Lula e a ex-presidenta Dilma Rousseff.
Convidado para a posse de Alexandre de Moraes no TSE, o ex-presidente Lula foi o mais paparicado pelos presentes e pela imprensa (Foto:Arq.Web)

Da Redação

A posse do ministro Alexandre de Moraes na presidência do Tribunal Superior Eleitoral se revelou um ato de humilhação pública do atual ocupante do Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro. Bolsonaro foi ignorado enquanto o ex-presidente Lula recebeu todas as atenções na solenidade.

Os candidatos adversários na disputa pelo cargo de presidente da República se encontraram pela primeira sob o mesmo teto. Os também candidatos Ciro Gomes (PDT) e Simone Tebet (MDB) marcaram presença, dos ex-presidentes, Dilma Rousseff,  José Sarney e Michel Temer.

Membros da Câmara dos Deputados, do Senado, governadores e ministros do Supremo Tribunal Federal também compareceram à solenidade. Dos filhos de Bolsonaro que estão investidos em cargos políticos, apenas o vereador pelo Rio de Janeiro, Carlos Bolsonaro esteve na solenidade junto com o pai e a esposa, Michelle.

As imagens transmitidas ao vivo mostraram claramente o desconforto de Bolsonaro por ser tratado com indiferença por todos e, também. Um deputado, que esteve na solenidade, disse à imprensa ter sentido “vergonha alheia” por testemunhar a tietagem de todos ao ex-presidente petista enquanto a presença de Bolsonaro no recinto era tratada com desdém. “Foi constrangedor o assédio ao presidente Lula em contraste com a indiferença (dos presentes) com Bolsonaro”.

Para o coordenador do Grupo Prerrogativas, Marco Aurélio Carvalho, a tietagem sobre Lula não é de causar estranhamento, pois o ex presidente sempre foi muito popular, mesmo entre os adversários políticos.  “Lula foi recebido como era de se esperar, como chefe de estado”, afirmou. “Foi o presidente [Lula] que mais respeitou as instituições, o presidente que mais deu segurança jurídica e previsibilidade,  o presidente que mais investiu na independência e  na autonomia dos poderes”, completou.

Para Marco Aurélio, é consenso que Lula foi o presidente que soube sempre se colocar dentro da liturgia das funções públicas que exerceu. “Ele está recebendo um reconhecimento mais do que justo, não só de representantes do Poder Judiciário, mas também da classe política de um modo geral”, argumentou.

Durante toda a solenidade, ficou patente que Bolsonaro é um presidente sem nenhum carisma e que perdeu quase que por completo a legitimidade do cargo que ocupa.

Seu silêncio e expressão de raiva diante dos discursos que enalteciam a Democracia, a Constituição e em defesa das instituições e do sistema eleitoral do país foi interpretado como uma confirmação de que ele é, sem sombra de dúvida, o grande responsável pelo clima de insegurança institucional vivido no país.

 

Compartilhe:

Você pode gostar também... Posts

Feito com muito 💜 por go7.com.br