Weather for the Following Location: Cuiaba map, Brazil

22 de abril de 2024 7:04 pm

Bolsonaro não se arrepende de nada e nega erros de seu governo

Entrevista de Bolsonaro no Jornal Nacional comprova o desastre do Brasil tê-lo elegido presidente
Jair Bolsonaro se mostrou controlado e absoluta vazio e repetitivo na entrevista ao JN (Foto;Reprodução)

Da Redação

Em entrevista ao jornal nacional da rede Globo na noite desta segunda-feira, 22, Jair Bolsonaro disse não ter do que se arrepender em seu governo e negou todos os erros apontados pelos entrevistadores, Willian Bonner e Renata Vasconcellos.

Confrontado com declarações feitas por ele e registradas nas redes sociais e imprensa, e mesmo com os atos praticados publicamente como ameaçar de golpe a democracia, atacar ministros do STF, imitar contaminados pela Covid-19 sufocando até a morte, Bolsonaro negou cada fato e demonstrou não ter qualquer remorso por seus atos e atitudes.

Controlando visivelmente a irritação com as perguntas embaraçosas e contundentes dos jornalistas, Bolsonaro repetiu o discurso de que não cometeu nenhum erro ou deixou de adotar  as medidas que eram de sua responsabilidade diante dos problemas mais graves da nação.

Diante dos fatos expostos pelos entrevistadores, Bolsonaro insistiu que nunca cometeu ou fez nada de recriminável. Nem mesmo no aumento trágico da destruição do meio ambiente, aumento da fome, pobreza, inflação descontrolada, desprezo em massa ou a corrupção que “pipoca” no seu governo como ele mesmo já declarou à imprensa.

Sobre a escolha dos ministros problemáticos como Eduardo Pazuello, Ricardo Salles, Milton Ribeiro, Sérgio Moro e outros, e as sucessivas intervenções na Polícia Federal, Bolsonaro disse que só fez escolhas técnicas. Não reconheceu que há corrupção no seu governo mesmo confrontado com os escândalos do superfaturamento das vacinas, desvios no MEC com gabinete paralelo comandando por pastores.

Bonner e Renata pouparam Bolsonaro sobre os esquemas de rachadinha sua e de seus filhos, a mansão do filho senador e o tráfico de influência do filho caçula.

Ao encerrar a entrevista,Bolsonaro fez uma série de afirmações falsas ou distorcidas ao responsabilizar a pandemia e a guerra na Ucrânia pelos fracassos de sua gestão. Disse que criou o Pix, fez a transposição do rio São Francisco, reduziu a corrupção, garantiu auxilio de R$600 para famílias carentes na pandemia e anistiou os estudantes em débito com o FIES.

Todas estas informações fazem parte do conjunto de fakenews mais utilizadas pelo presidente e pelos seus apoiadores nas redes sociais. Nenhuma delas são efetivamente verdadeiras conforme já foi constatado por várias instituições de checagem de notícias e informações divulgadas por Jair Bolsonaro, seus ministros e apoiadores em geral.

Durante a entrevista, em centenas de cidades do país foram registrados panelaços. As manifestações foram mais intensas nas capitais e evidenciam a impopularidade de Bolsonaro.

Compartilhe:

Você pode gostar também... Posts

Feito com muito 💜 por go7.com.br