Weather for the Following Location: Cuiaba map, Brazil

26 de maio de 2024 6:12 am

Neuma de Morais cala bolsonaristas do PSB e assume liderança da campanha Lula e Alckmin em MT

Durante convenção do PSB, candidata a deputada federal mostrou liderança forte nas bases do partido e deu o tom da campanha para os companheiros de legenda que ainda “namoram” o bolsonarismo em MT
Dona Neuma de Morais surge como uma nova liderança popular na esquerda de MT (Foto:Assessoria DNM/2022)

Da Redação

A convenção do PSB em Cuiabá foi marcada por um divisor de posicionamentos entre as duas principais alas que compõe o partido em Mato Grosso. A militância do partido deu um recado claro de que aderiu em peso à candidatura de Luiz Inácio Lula da Silva e Geraldo Alckmin e que rejeita francamente o bolsonarismo no palanque socialista no estado.

O ponto de inflexão do evento foi dado pelo discurso feito pela primeira dama de Rondonópolis,m Neuma de Morais, que teve sua candidatura a deputada federal homologada pelos convencionais. Em uma fala curta e inflamada, Neuma de Morais arrebatou a plateia ao conclamar os socialistas mato-grossenses a levantarem  “sem medo” a bandeira das candidaturas de Lula e Alckmin à Presidência da República e a fechar questão na eleição de deputados e deputadas da esquerda “para impedir que os golpistas continuem destruindo o Brasil”.

A agora candidata a deputada federal foi a única, entre seus colegas de partido e de chapa, que foi incisiva e direta na defesa da chapa Lula e Alckmin. O posicionamento de Neuma de Morais teve a imediata adesão da maioria dos quase três mil participantes da convenção socialista.

A reação positiva e o apoio massivo recebido por Neuma de Morais por meio de aplausos, palavras de ordem e gestos de coração e o do “L” com os dedos simbolizando amor e Lula causou surpresa ao grupo que defende o governo e a reeleição de Bolsonaro.

A reportagem do Pauta Extra conversou com direigentes do PSB e assessores de outros candidatos homologados na convenção sobre o impacto do discurso de Neuma de Morais na militância. Para a maioria, não há dúvida de que ela assumiu uma posição que reflete a vontade da maioria dos filiados e simpatizantes do partido ao se apresentar como porta-voz das bases e dos setores mais ideológicos da legenda.

“Está mais do que evidente que a convenção acabou dividida entre o antes e o depois do discurso da dona Neuma de Morais”, apontou um dos assessores mais próximos do deputado estadual e também candidato a Câmara Federal, Allan Kardec. “Dona Neuma está ocupando um vácuo de liderança à esquerda no PSB que a maioria da cúpula só percebeu hoje que existia. Foi constrangedor para os defensores de outras candidaturas presidenciais e partidários do tal ‘palanque aberto’ que vem sendo proposto”, reconheceu o assessor parlamentar.

Segundo um dos delegados convencionais do PSB, ex-prefeito de uma importante cidade da região centro-sul, Dona Neuma de Morais é uma forte liderança em ascensão dentro do PSB e fora do partido. “Durante a convenção, ela brilhou. Mais até do que a candidata ao Senado, doutora Natasha e o presidente do partido, deputado Max Russi. Dona Neuma se mostrou uma liderança capaz de mobilizar e inflamar a própria militância. Ela fala o que as pessoas querem ouvir nesse momento. Ela mostrou que tem sensibilidade e profundidade de visão no curto, médio e longo prazo político. Deu uma aula, essa é a verdade. E a nossa militância entendeu que ela é a representante do Lula e do Alckmin no PSB”, explicou o dirigente político.

SEMANA DECISIVA

Durante a convenção PSB de MT não definiu apoio formal a candidatura reeleitoral do governador Mauro Mendes como se chegou a cogitar ao longo da semana passada. O partido vai manter a ata aberta até o dia 05 quando as negociações forem fechadas de forma conclusiva a nível nacional e local e encerrado o prazo das convenções.

O governador, por sua vez, enviou um vídeo em que desejou “boa sorte” as campanhas dos socialistas. O fato de não ter declarado apoio à candidatura ao Senado da doutora Natasha repercutiu mal entre os militantes, sendo entendido que não haverá espaço para ela na campanha reeleitoral de Mendes.

Ainda como uma frágil tentativa de manter o controle sobre a direção que o PSB seguirá na campanha, o presidente do partido no estado, Max Russi, disse à jornalistas antes da convenção de que o partido cumprirá a orientação da direção nacional em relação a  candidatura de Lula e Alckmin, mas insistiu que o apoio à Mauro Mendes é assunto pacificado na legenda.

Compartilhe:

Você pode gostar também... Posts

Feito com muito 💜 por go7.com.br