Weather for the Following Location: Cuiaba map, Brazil

20 de abril de 2024 10:49 am

Primos Pedro e Paulo Taques podem ser delatados por PMs

Da Redação 

 O juiz da 11ª Vara Criminal Especializada em Justiça Militar, Marcos Faleiros, começará a ouvir nesta terça,16 e quarta-feira, 17, os três principais militares acuasados de terem operado o sistema de escuta ilegal de adversários e aliados do então governador Pedro Taques (PSDB). Os novos depoimentos do ex-comandante da Polícia Militar de Mato Grosso, Zaqueu Barbosa, do coronel Evandro Lesco e do cabo Gerson Corrêa Júnior foram solicitados pela defesa dos réus no mês de março.

Na semana passada, o Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco), do Ministério Público de Mato Grosso (MP), recusou formalmente a delação premiada proposta pelo coronel Zaqueu Barbosa. A recusa se deu sob o argumento de que ele não teria elementos sólidos de provas. O coronel Zaqueu, assim como o Cabo Gerson, que também teve sua proposta de delação recusada pelo Naco, pretendia delatar membros do Ministério Público Estadual (MPE).

Coroneis Zaqueu Barbosa e Evandro Lesco e o cabo Gerson Luiz Ferreira Correa Junior devem entregar mandantes da Grampolândia ao juiz da 7ª Vara Criminal de Cuiabá.

Informações de bastidores indicam que, mesmo com a delação premiada recusada pelo MPE, os militares irão entregar ao juiz os nomes dos mandantes das escutas ilegais e de todos os envolvidos.

Os depoimentos podem comprometer gravemente o ex-governador Pedro Taques e seu primo, Paulo Taques, ex-secretário Chefe da Casa Civil. Desde que o caso dos grampos vieram à tona, Paulo Taques e o ex-governador são vistos como os principais beneficiados e, portanto, suspeitos de serem os mandantes do crime praticado pelos militares.

 

Compartilhe:

Você pode gostar também... Posts

Feito com muito 💜 por go7.com.br