Estadual

COVID-19 27/04/2021 13:21

Governadores que querem comprar a Sputnik V se reunem hoje para avaliar posição da Anvisa

Governador de MT pretende comprar 2,5 milhões de doses da Sputnik V e espera que STF reverta decisão da Anvisa de impedir o uso do imunizante russo no país

Da Redação

Surpreendido pela decisão da Anvisa de não recomendar a aquisição e uso da vacina Sputinik V no Brasil, tomada em reunião realida na manhã de ontem em Brasília, o governador de Mato Grosso, Mauro Mendes (DEM) e governadores de outros seis estados que integram o Consórcio Interestadual de Desenvolvimento do Brasil Central (BrC) deverão se reunir nesta terça-feira,27, para decidirem quais medidas tomar. A notícia foi confirmada pela assessoria de imprensa do Palácio Paiaguás.

O grupo tinha anunciado a compra da vacina russa e contava com a liberação da Anvisa para reforçar os esquemas vacinais em seus estados. 

Além de Mato Grosso, o Consórcio tam a participação dos estados de

Além de MT, o consórcio é formado pelos seguintes estados: Goiás, Distrito Federal, Mato Grosso do Sul,Maranhão,Tocantins e Rondônia. Mato Grosso pretende adquirir pelo menos 2,5 milhões de doses da Sputnik V. Em conjunto, o grupo assinou contrato com o Instituto Gamalyel, fabricante da vacina rusa, para a aquisição de 28 milhões de doses da Sputnik V. 

A esperança dos governadores é que o Supremo Tribunal Federal (STF) se manifeste em ação em trâmite naquela corte, determinando que a Anvisa reveja seu parecer e permita a importação e o uso emergencial da vacina russa em território brasileiro, a exemplo do que já fazem 60 países em diversos continentes.

O Consórcio informou que vai aguardar um posicionamento do (STF para reavaliar a compra da Sputnik V.

 

 

 

 

 


vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo