Nacional

GOLPISTA NO STF 22/03/2017 09:41

STF empossa hoje ministro golpista de primeira hora

Alexandre de Moraes será empossado hoje (22) no cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF); Moraes ocupará a cadeira deixada por Teori Zavascki, que morreu em um acidente de avião em janeiro

Da Redação

Com Agência Brasil

Alexandre de Moraes será empossado hoje (22) no cargo de ministro do Supremo Tribunal Federal (STF). Moraes, que era filiado e militante do PSDB até ser indicado ao STF, ocupará a cadeira deixada por Teori Zavascki, que morreu em um acidente de avião em janeiro. A cerimônia está marcada para as 16h no plenário da Corte. Cerca de 1,5 mil pessoas foram convidadas.

O novo ministro da Suprema Corte brasileira apoiou o golpe contra o mandato da presidente deposta Dilma Rousseff e ocupou a cadeira de Ministro da Justiça no governo de Michel Temer onde fez uma das piores gestões da pasta.

O cargo de Ministro do STF é visto como um prêmio de Temer à sua fidelidade ao golpe e um agrado para a camarilha tucana. No Senado, não teve problemas para ter seu nome aprovado no mês passado. Antes da sabatina, Moraes levou vários senadores para uma noitada na chalana Champagne, mais conhecida como "Love Boat" no meio do lago Paranoá, em Brasília.

Ao assumir o posto que era de Zavascki, Moraes passará a ser o responsável por cerca de 7,5 mil processos. Alguns deste processos são bastante polêmicos, como os que tratam dos casos de descriminalização do porte de drogas e a validade de decisões judiciais que determinam o fornecimento de medicamentos de alto custo na rede pública de saúde. Os julgamentos foram suspensos por pedidos de vista de Zavascki.

Antes de assumir o Ministério da Justiça a convite do presidente Michel Temer, Alexandre de Moraes foi ainda secretário de Segurança Pública do estado de São Paulo no governo Geraldo Alckmin, cargo que exerceu de janeiro de 2015 a maio de 2016. Como advogado, Moraes defendeu acusados de integrarem a facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC) que hoje domina a maioria dos presídios brasileiros e trava uma guerra com outras organizações criminosas como o Comando Cermelho (CV) e Facção do Norte (FN) e que causou centenas de mortes em confrontos nos presídios durante a curta e caótica passagem de Moraes pelo Ministério da Justiça.

O novo ministro é autor de vários livros sobre direito constitucional e livre docente da Faculdade de Direito do Largo de São Francisco, da Universidade de São Paulo (USP), instituição na qual se graduou, em 1990, e se tornou doutor, em 2000. O currículo acadêmico de Moraes é, no entanto, questionado em sua legitimidade devido as acusações de plágio que pesam contra ele e a rapidez incomum com que diz ter concluído a formação que ostenta.


vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo