Nacional

CRIMES À RODO 09/06/2017 20:00

  Temer usa o cargo para destruir J&F e prepara o dossiê Fachin

O jornal O Globo informou que foram montadas forças-tarefa em órgãos públicos para perseguir e destruir a J&F, holding controlada pelo empresário Joesley Batista

Da Redação

Com Brasil 247

Prestes a ser denunciado como chefe de quadrilha, corrupto e também por obstrução judicial pelo procurador-geral Rodrigo Janot, Michel Temer pode ter cometido novos crimes de responsabilidade, ao colocar toda a máquina do estado para agir em seu benefício pessoal.

Segundo aponta a colunista Lydia Medeiros, do jornal O Globo, foram montadas forças-tarefa em órgãos públicos para destruir a J&F, holding controlada pelo empresário Joesley Batista, que delatou Michel Temer.

Ontem, a Petrobras também rasgou um contrato com uma usina termelétrica da J&F. Sob o comando de Pedro Parente e cumprindo ordem do presidente ilegítimo Michel Temer, a petroleira cancelou antecipadamente um contrato de fornecimento de gás natural com a empresa Âmbar, do grupo J&F, para a UTE Mário Covas (UTE Cuiabá). A medida é uma clara retaliação pela delação dos irmãos Joesley e Wesley Batista.

Na quarta-feira, 07, de acordo com duas pessoas, a administração Michel Temer ordenou à gerência da Caixa que não refinanciasse linhas de crédito existentes para a J&F Investimentos SA, holding controlada pela família Batista.

A Caixa já teria obedecido aordem fezendo uma provisão extra para o balanço do segundo trimestre já com perdas esperadas com empréstimos para o grupo, dono da JBS, da Alpargatas, do Banco Original e da Eldorado Celulose.

Segundo a agência Reuters, a ordem do Palácio do Planalto foi direto para a Caixa, maior credora da J&F com cerca de 9,7 bilhões de reais, segundo a fonte familiarizada com o banco, e não passou pelo Ministério da Fazenda, ao qual o banco está subordinado.

A equipe econômica tem preferido manter distância do assunto, por perceber que o Palácio do Planalto está agindo "com o fígado" no caso J&F, disse outra fonte no governo.

A JBS tem cerca de 18 bilhões de reais em dívidas vencendo nos próximos 12 meses. O valor sobe para cerca de 32 bilhões se contar todo o conglomerado J&F. Além dos empréstimos, a Caixa tem 6,9 por cento do capital da JBS.

Em paralelo, a tropa de choque de Temer no Congresso começou a preparar um dossiê contra o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal.

O golpe dos corruptos, que derrubou a presidente legítima Dilma Rousseff, agora se volta contra empresários e qualquer um que ouse colocar em risco a permanência de Temer no poder.

Ao falar sobre o vexame protagonizado pelo Brasil no mundo, o escritor Boaventura Sousa Santos, um dos maiores intelectuais da atualidade, disse em entrevista exclusiva ao 247, que Dilma Rousseff, a presidente mais honesta da América Latina, foi afastada pelos políticos mais corruptos da América Latina.

Denuncia criminal

Pessoas próximas ao procurador-geral da República, Rodrigo Janot, afirmam que o Ministério Público Federal (MPF)  está focado em construir uma denúncia consistente o suficiente para acusar Michel Temer de atuar como “chefe de organização criminosa”. 

Procurada, a PGR disse que não iria se manifestar. A expectativa é que Janot apresente a primeira denúncia contra Temer na próxima semana.


vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo