Nacional

ELE 18/12/2017 08:27

Se não puder ser candidato, Lula tem potencial para eleger novo presidente

Uma análise das pesquisas Datafolha de intenção de votos para presidente em 2018 feita pela Folha de S. Paulo indica que o ex-presidente Lula tem potencial de ser cabo eleitoral e eleger um novo presidente caso seja impedido de se candidatar.

Brasil 247

Isso por que a análise considerou três grandes grupos do eleitorado: os "Pró-Lula", eleitores que votariam em Lula em qualquer situação e que votariam em um candidato indicado por ele; os "Anti-Lula", eleitorado composto em sua maioria por apoiadores de Jair Bolsonaro e que não votariam em Lula em nenhuma situação; e os "Eleitores Pêndulo", que não estão nos extremos de não votar em nenhum candidato em nenhuma situação e se pulverizam entre Ciro Gomes (PDT), Marina (Rede), brancos, nulos e os próprios Lula e Bolsonaro.

O número de pessoas que votaria em Lula em qualquer situação e que disseram que votariam em um candidato indicado por ele aumentou entre novembro e dezembro e chegou aos 38%. Só esse número já é o suficiente para levar o indicado de Lula ao segundo turno, já que o percentual dos "Anti-Lula", de acordo com o Datafolha, é de 30%.

Há também o dado que beneficia Lula que é o dos eleitores pêndulos. Entre essas pessoas, que totalizam 31% do eleitorado, o petista tem 12% das intenções de voto contra 19% de Jair Bolsonaro. Neste grupo, no entanto, a rejeição de Lula é muito menor que entre os "Anti-Lula", o que pode influenciar no votação de um indicado dele caso não possa se candidatar.

Em um segundo turno, entre os "Eleitores pêndulo", Lula ainda venceria em qualquer cenário – tanto contra Bolsonaro quanto contra Geraldo Alckmin (PSDB).

 


vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo