Pauta Agro&Business

AÇUCAR 18/01/2018 10:05

Preços seguem em queda no mercado externo e interno

Os preços do açúcar fecharam em baixa ontem pressionados pelo anúncio de estudos que visam a revisão da taxa de 20% sobre a importação de etanol pelo Brasil.

Da Redação

"Segundo analistas, a medida tende a atenuar a queda no percentual da cana destinada à produção de açúcar pelas usinas prevista para a safra 2018/19 diante da alta nos preços dos combustíveis e do petróleo. Também pressionam as cotações previsões de superávit de mais de 10 milhões de toneladas na oferta mundial em 2017/18", informou a nota do jornal Valor Econômico de hoje (18).

Ontem (17), na bolsa de Nova York, a commodity fechou cotada a 13.42 centavos de dólar por libra-peso na tela março/18, baixa de 17 pontos. No vencimento maio/18, a desvalorização foi de 19 pontos, com contratos firmados em 13.58 centavos de dólar por libra-peso. Os demais negócios caíram entre 21 e 23 pontos.

Em Londres, os preços do açúcar também fecharam desvalorizados em todos os lotes. Os contratos para março/18 tiveram retração de 2,50 dólares, comercializados a US$ 360,90 a tonelada. Na tela maio/18 houve retração de 3,20 dólares, com negócios firmados em US$ 362,70 a tonelada. Os demais contratos caíram entre 3,80 e 4,50 dólares.

Mercado doméstico

No Brasil, os preços do açúcar também seguem em queda, de acordo com os dados medidos pelo Cepea/Esalq, da USP. Ontem (17), a saca de 50 quilos do tipo cristal foi vendida a R$ 58,95, retração de 2,37% no comparativo com o dia anterior.

Etanol

O etanol hidratado, vendido pelas usinas paulistas, fechou em alta nesta quarta-feira. Segundo o indicador da Esalq/BVMF, o biocombustível foi comercializado a R$ 1.921,00 o metro cúbico, valorização de 0,18% no comparativo com a véspera.

Fonte: Portal do agronegócio


vers�o Normal Vers�o Normal Painel Administrativo Painel Administrativo