Weather for the Following Location: Cuiaba map, Brazil

16 de abril de 2024 3:49 am

Moraes determina prisão por tempo indeterminado de bolsonarista que atacou STF e Lula

Em vídeo em suas redes sociais, Ivan Pinto ameaçou pendurar magistrados do STF e do TSE “de cabeça pra baixo” e xingou Lula
Homem defendeu derrubar os ministros do Supremo Tribunal Federal dos cargos no Dia da Independência e repetiu boatos nunca confirmados sobre supostas fraudes eleitorais (Foto:Reprodução/Video da Web)

Da Redação

O ministro ministro Alexandre de Moraes do Supremo Tribunal Federal (STF), decretou a prisão preventiva de Ivan Rejane Fonte Boa Pinto. O bolsonarista fundamentalista foi detido provisoriamente no dia 22 de julho por ter publicado vídeo nas redes sociais ameaçando e xingando ministros da Corte Suprema e o ex-presidente Lula.

A prisão preventiva foi determinada por Moraes no domingo,31, e cumprida nesta segunda-feira,01. A medida contraria a sub procuradora da República que pediu a soltura do acusado na sexta-feira, 29.

Em seu despacho, o ministro Alexandre de Moraes, pontuou que a manutenção da prisão de Ivan “é a única medida capaz de garantir a ordem pública e a conveniência da instrução criminal”.

O ministro segue no despacho: “É importante ressaltar que, somente com a restrição de liberdade foi possível interromper a prática criminosa, pois o investigado, no mesmo dia de sua prisão, divulgou vídeo com novos ataques ao Supremo Tribunal Federal, no qual debochou da possibilidade de ser preso. Além disso, ainda que tenha sido determinado o bloqueio de suas redes sociais, a representação policial indica que a atividade da organização criminosa ocorre, predominantemente, por meio de aplicativos de mensagem, tais como WhatsApp e Telegram, de difícil fiscalização e cujos bloqueios, mediante medidas cautelares”

A prisão de Ivan Pinto atende à solicitação da Polícia Federal. Conforme a PF, os indícios apurados até agora no inquérito em tramitação indicam que a ação de Ivan Pinto faz parte de um plano articulado para desacreditar e estimular ataques ao STF, ao STE e aos líderes políticos de esquerda, notadamente do PT.  Para a PF, há claros sinais de crimes de associação criminosa e de abolição violenta do Estado Democrático de Direito.

Inicialmente detido temporariamente por cinco dias, Ivan Pinto teve a temporária prorrogada por mais cinco dias e agora, o ministro Alexandre de Moraes estabelece que sua prisão será por tempo indeterminado.

Compartilhe:

Você pode gostar também... Posts

Feito com muito 💜 por go7.com.br